Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

> busca avançada

OMS e o Tema

60ª Assembléia Mundial da Saúde

Em maio de 2007, a Organização Mundial da Saúde - OMS, em sua 60ª Assembléia Mundial da Saúde, dando sequência às ações de planejamento, endossou o Plano de Ação Global para Saúde dos Trabalhadores, 2008-2017 (WHO, 2007), que propõe cinco objetivos para serem considerados e adaptados pelos países, como apropriado, em suas prioridades nacionais e circunstâncias específicas.

No âmbito do objetivo 1, visando à elaboração e implementação de instrumentos para políticas em saúde dos trabalhadores, menciona-se que os planos nacionais de ação sobre a saúde dos trabalhadores deveriam ser elaborados pelos ministérios competentes e por outras partes interessadas dos países levando em conta a Convenção 187 “Estrutura para Promoção da Segurança e Saúde no Trabalho” adotada pela OIT em 2006. Esses planos nacionais de ação deveriam incluir a elaboração de perfis nacionais, o estabelecimento de prioridades de ação, os objetivos e metas, dentre outros.

O plano de trabalho da Rede Global dos Centros Colaboradores da OMS em Saúde Ocupacional, para o período de 2009-2012, foi estruturado em catorze prioridades que estão distribuídas nos cinco objetivos do Plano de Ação Global para Saúde dos Trabalhadores. A prioridade 1.1 desse plano de trabalho, referente ao objeto 1, diz respeito à elaboração/ atualização de perfis nacionais sobre a saúde dos trabalhadores e à disponibilização de evidências para o desenvolvimento, implementação e avaliação de planos de ação nacionais sobre a saúde dos trabalhadores. Os resultados esperados da referida prioridade são a análise comparativa das estratégias nacionais e dos planos de ação, os perfis nacionais e os relatórios das lições aprendidas.

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.